• 24 Abr 2015

Esporte, estética e perícia judicial são as áreas mais promissoras do mercado, diz fisioterapeuta

Continuando o ciclo da palestra  do projeto "Em Contato com o Mercado", a fisioterapeuta Ana Luiza Exel indicou que o esporte, a estética e a perícia judicial são as áreas de atuação mais rentáveis da Fisioterapia no mercado Alagoano. A coordenadora do curso da Unit conversou com os alunos do terceiro ano sobre a profissão nessa quarta-feira, 22.

A combinação da carência de profissionais e o aumento da demanda fazem dessas três áreas as mais promissoras para futuros fisioterapeutas, de acordo com Ana Luiza. "A fisioterapia esportiva, por exemplo, atende não só a atletas de alto rendimento, mas também atletas de academia e corredores de rua. E atualmente só conheço dois profissionais trabalhando com isso aqui em Maceió", afirmou.

Faltam também fisioterapeutas que façam perícia judicial aqui no Estado, segundo Ana Luiza, que afirmou não ter ninguém capacitado Alagoas para fazer avaliações de lesões quando necessário em processos judiciais.

Além dessas áreas, o fisioterapeuta ainda pode atuar em clínicas, consultórios, centros de reabilitação, empresas, hospitais e ambulatórios. O salário médio inicial no mercado local é de R$3000 em hospitais e de R$1800 em clínicas, segundo Ana Luiza, e a jornada de trabalho é de 30hrs/semana.

Sobre o curso de Fisioterapia, a palestrante ressaltou que, além das ciências biológicas e da saúde, o aluno verá também conteúdo relacionado às ciências sociais e humanas. "Cuidamos de pacientes que, por alguma lesão, deixaram de executar algo já faziam. Então temos que estudar psicologia para entender a frustração dos pacientes",  explicou.

Em Contato com o Mercado

No projeto "Em Contato com o Mercado", comandado pela psicóloga Samyra Rebêlo, os alunos do terceiro ano do ensino médio se informam sobre cursos e mercado de trabalho de diversas áreas em palestras com profissionais convidados. Na unidade Jatiúca, o encontro acontece sempre às quartas-feiras, no horário do intervalo. No Farol, o projeto acontece  às sextas-feiras, também no horário do intervalo. 

Comentários